Partidos iraquianos rechaçam proposta do Senado americano

Iraque pode ser dividido entre xiitas, sunitas e curdos, afirmam parlamentares

Agência Estado e AP

30 de setembro de 2007 | 14h22

Os principais partidos políticos do Iraque denunciaram neste domingo, 30, uma proposta apresentada pelo Senado dos Estados Unidos segundo a qual o país árabe deveria ser dividido entre xiitas, sunitas e curdos, limitando a atuação do governo central à segurança das fronteiras e à partilha da arrecadação com as exportações de petróleo.  Para os líderes dos principais partidos iraquianos, a idéia dos senadores americanos, se implementada, representaria um obstáculo à estabilidade do país árabe.  Tanto os líderes dos partidos xiitas quando os dos sunitas advertiram que tal plano retiraria a soberania do Iraque e recomendaram ao Parlamento que elabore e vote um projeto de lei que proíba de forma permanente a divisão do país em linhas étnicas ou sectárias.  "Essa proposta baseia-se numa leitura incorreta e em estimativas irreais do passado, do presente e do futuro do Iraque, diz um comunicado lido por Izzat al-Shahbandar, representante da Lista Nacional Iraquiana, um partido político laico, em entrevista coletiva.  "A proposta opõe-se a todas as leis da comunidade internacional e das instituições legitimamente reconhecidas que asseguram o direito dos povos à autodeterminação, forjando seu futuro e defendendo sua unidade e sua soberania", prosseguiu. Shahbandar também conclamou a comunidade internacional a denunciar a proposta e a "apoiar o Iraque em sua crise e em seu esforço para restaurar a segurança e a estabilidade em todo seu território".

Tudo o que sabemos sobre:
iraqueestados unidosdivisão

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.