Pelo menos 12 mortos em ataques com bombas em Bagdá

Outras 35 pessoas ficaram feridas em atentados que envolveram também carros-bomba e projétil

Associated Press

18 de setembro de 2007 | 04h21

A capital do Iraque foi estremecida nesta terça-feira, 18, por vários atentados com bombas que mataram 12 pessoas e feriram 35, informou a polícia local.   O primeiro dos ataques com um carro-bomba causou a morte de sete e feriu 23 pessoas, disse um policial sobre a explosão ocorrida as 9h30 locais em um estacionamento no centro de Bagdá, perto do Ministério da Saúde da Cidade Médica, que abriga vários hospitais e um órgão forense.   Segundos depois, um projétil de morteiro caiu na mesma região, reportou o agente, que se pronunciou como anônimo por precisar de autorização para falar com jornalistas. Cerca de 11 veículos foram também danificados pela explosão.   O segundo carro-bomba foi detonado próximo a uma patrulha policial no oeste de Bagdá e matou a dois civis, além de ferir seis, indicou a polícia. Na área de Zafaraniyah no sudoeste da capital, uma bomba posta em um caminho explodiu a um passo do veículo da polícia. O estrondo matou um uniformizado e feriu dois transeuntes, afirmou o agente.   Outros dois civis morreram e quatro foram machucados quando uma segunda bomba em uma estrada explodiu às 9h30 locais nas imediações de um microônibus que transitava pela vizinhança oriental de Baladiyat, acrescentou a polícia.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.