Pelo menos 130 feridos em terremoto no sudoeste do Irã

Região atingida já sofreu com diversos tremores de terra nos últimos dias

EFE

07 Maio 2018 | 05h06

TEERÃ - Pelo menos 130 pessoas ficaram feridas nesta segunda-feira, 07, em um terremoto de 4,8 graus na escala Richter no sudoeste do Irã, uma área em que ocorreram vários tremores nos últimos dias

O porta-voz da Organização de Emergência Irã, Mojtaba Jaledí, disse à agência de notícias ISNA que a maioria das vítimas recebeu alta nas primeiras horas após o terremoto, exceto onze delas, que continuam hospitalizadas.

+++ Terremoto de magnitude 7,3 na fronteira entre Irã e Iraque mata mais de 400

Segundo o Centro Sismológico do Irã, o terremoto ocorreu às 00h26 da hora local (16h56 de domingo, horário de Brasília), a uma profundidade de cinco quilômetros, na província de Kohguiluye Boyer Ahmad.

Seu epicentro foi registrado a nove quilômetros da cidade de Sisajt e foi sentido na cidade de Yasuy, a capital da província, onde ocorreram cortes temporários de energia.

+++ Terremoto de magnitude 5,5 atinge a região sul do Irã

As autoridades ordenaram o fechamento de escolas em algumas cidades da região.

Esta província foi abalada por quatro outros terremotos entre a última quarta e quinta-feira, 03, a mais forte deles, de magnitude 5.2, deixou diversos feridos, causou danos e prejuízos.

O Irã tem uma grande atividade sísmica. Em novembro do ano passado, um terremoto de 7,3 graus na escala Richter causou 620 mortes e mais de 12 mil feridos na região de Kermanshah, na fronteira com o Iraque.

Os terremotos mais graves até o momento no Irã ocorreram em dezembro de 2003 e em junho de 1990, quando 31.000 e 37.000 pessoas perderam suas vidas, respectivamente. /EFE

Mais conteúdo sobre:
terremotoIrã [Ásia]

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.