Pelo menos 190 mil armas estão 'perdidas' no Iraque

Relatório sugere desvio de armas; Pentágono desconhece paradeiro de armamento enviado às forças iraquianas

BBC Brasil, BBC

06 de agosto de 2007 | 08h07

O Pentágono desconhece o paradeiro de 190 mil armas que foram enviadas para forças de segurança iraquianas, revela um relatório do Government Accountability Office, (Departamento de Controle Governamental), braço investigativo do Congresso americano. O número representa 30% do total de armamentos distribuídos no Iraque nos últimos três anos. Desde 2003, o governo americano investiu US$ 19,2 bilhões para treinar e equipar as forças iraquianas, sendo que pelo menos US$ 2,8 bilhões foram usados na compra e envio de armas e outros equipamentos. Correspondentes temem que milhares de fuzis AK-47 e pistolas tenham sido desviados e ido parar nas mãos de milícias que lutam contra a ocupação americana no Iraque. Para o órgão de investigação, "a distribuição das armas foi feita de forma desordenada, apressada e sem cumprir procedimentos estabelecidos, principalmente entre 2004 e 2005". Durante este período, o treinamento da segurança estava sob comando do general David Petraeus, que hoje lidera as forças americanas no Iraque. Depois de comparar dados contidos nos livros de registro do Comando de Segurança Multinacional para a Transição do Iraque (MNSTC-I, em inglês) e informações divulgadas por Petraeus, referentes ao número de armas e equipamentos encomendados, o Government Accountability Office (GAO) estima que 110 mil fuzis AK-47 e 80 mil pistolas tenham sumido. O relatório concluiu que desde o início da operação de financiamento de armas o MNSTC-I não coletou informações completas sobre datas em que os armamentos foram entregues, a quantidade enviada e quem seria responsável pelo recebimento do carregamento. No fim do mês passado, o Departamento de Defesa americano admitiu que os EUA haviam falhado ao enviar quase dois terços dos armamentos que haviam sido prometidos às forças iraquianas. Segundo o Pentágono, somente 14,5 milhões dos cerca de 40 milhões de equipamentos requisitados pelo exército iraquiano foram fornecidos. O relatório é divulgado em meio de uma batalha política sobre o progresso da guerra no Iraque. Em setembro, o General Petraeus e o embaixador americano no Iraque Ryan Crocker devem apresentar ao Congresso resultados dos esforços empreendidos pelas forças aliadas para combater a violência sectária e fortalecer o governo iraquiano.   BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.