Stringer/Reuters
Stringer/Reuters

Pelo menos 23 morrem em duplo atentado no Iraque

Explosão de homem-bomba ocorreu próximo à sede do governo da província de Al-Anbar

Efe e Associated Press,

30 de dezembro de 2009 | 07h16

Pelo menos 23 pessoas morreram nesta quarta-feira, 30, entre as quais 13 policiais, e outras 57 ficaram feridas em um duplo atentado contra a sede do governo da província de Al-Anbar, na cidade de Ramadi, 100 quilômetros ao oeste de Bagdá.

 

Entre os feridos está o governador da província, Qasem Muhamad, que foi ao local após a primeira explosão, causada por um carro-bomba.

 

Segundo a versão policial, quando Muhamad e um grande número de pessoas tinha se aproximado da área da explosão, um suicida com um cinto de explosivos detonou sua carga, o que provocou um grande número de vítimas. Segundo o porta-voz do Governo provincial de Al-Anbar, Hamid al-Hais, o suicida fazia parte do corpo de segurança pessoal do governador.

 

No atentado, morreram o membro do Conselho Provincial Sadun Abdel Mohsen e o subdelegado de Polícia desta província de maioria sunita, segundo a televisão estatal iraquiana "Al Iraqiya". No entanto, o presidente do Conselho do Governo de Al-Anbar, Yasen al-Halbusi, citado também pelo canal iraquiano, negou a morte do membro do Conselho Provincial.

 

Texto atualizado às 10h05.

Tudo o que sabemos sobre:
Iraqueatentado

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.