Pelo menos 38 rebeldes morrem em confrontos em Bagdá

Comando americano afirma que operação foi em resposta aos ataques contra postos militares no domingo

Agência Estado e Associated Press,

28 de abril de 2008 | 09h41

Soldados americanos e iraquianos mataram 38 supostos rebeldes xiitas em atos de retaliação aos ataques deflagrados no domingo, informou nesta segunda-feira, 28, o comando militar dos Estados Unidos em Bagdá.   Os supostos militantes aparentemente tiraram proveito de uma tempestade de areia que se abateu sobre a capital do Iraque no domingo para atacar postos militares e abrir fogo contra a Zona Verde de Bagdá. Os ataques foram qualificados pelos militares americanos como os piores em muitas semanas. Segundo o comando militar americano, 38 rebeldes morreram nas ações retaliatórias dos exércitos do Iraque e dos EUA, inclusive 22 pessoas que teriam participado de um ataque a um posto militar.   Na manhã desta segunda, mais foguetes e morteiros atingiram a Zona Verde, uma área fortificada onde situam-se as sedes das principais instituições do governo iraquiano e as representações diplomáticas de países com relações com Bagdá.   Alarmes puderam ser ouvidos e o sistema de som da área advertia aos moradores que procurassem abrigos e ficassem longe das janelas. Apesar dos danos visíveis, não havia informações sobre vítimas dessas ataques.

Tudo o que sabemos sobre:
Iraqueviolência

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.