Pelo menos 41 pessoas morrem em atentado no Paquistão

Outros cem ficaram feridos; ataque aconteceu em Peshawar, capital da Província da Fronteira Noroeste

Efe,

09 de outubro de 2009 | 06h35

Moradores e policiais ao lado de ônibus destruído pela explosão de um carro-bomba em Peshawar  

 

ISLAMABAD - Pelo menos 41 pessoas morreram e cerca de cem ficaram feridas nesta sexta-feira, 9, em um atentado na cidade paquistanesa de Peshawar, capital da Província da Fronteira Noroeste (NWFP), segundo o ministro da Saúde provincial, Zahir Ali Shah.

 

Shah, citado pelo canal privado Geo TV, confirmou o número de mortos após visitar o hospital Lady Reading de Peshawar, um dos centros médicos que atendem às vítimas do atentado.

 

Segundo o ministro da Informação da província, Mian Muhamamd Iftikhar, "a bomba estava em um veículo estacionado na zona de Khyber Bazar", o principal da cidade, próximo à Assembleia provincial da NWFP e outros edifícios oficiais.

 

O titular de Informação disse que as autoridades estavam investigando o sucedido e que por enquanto desconheciam se a bomba foi ativada por controle remoto ou se foi um atentado suicida.

Tudo o que sabemos sobre:
Paquistãoatentado

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.