Pelo menos 50 talibans morrem em ataque a base afegã

Tropas afegãs e soldados liderados pela Otan mataram entre 50 e 60 combatentes do Taliban durante um ataque dos insurgentes contra uma base em uma volátil província no sudeste do Afeganistão, próximo à fronteira com o Paquistão, disse um porta-voz do governo provincial nesta quarta-feira.

REUTERS

09 de novembro de 2011 | 09h34

A Força Internacional de Assistência para Segurança (Isaf, na sigla em inglês), liderada pela Otan, confirmou que houve um ataque contra uma base no distrito de Barmal, na província de Paktika, na noite de terça-feira.

O porta-voz do governador de Paktika, Mukhlis Afghan, disse que morreram entre 50 e 60 combatentes do Taliban.

Segundo um porta-voz da Isaf, um grande grupo de insurgentes atacou uma base da Isaf com pequenos armamentos e granadas impulsionadas a foguete. Tropas da Isaf revidaram, causando baixas "significativas" entre os insurgentes.

Ele disse que dois prédios usados pelos insurgentes foram destruídos nos combates. A Isaf realizou ataques aéreos, mas afirmou que não havia relatos de vítimas entre os civis ou da coalizão.

A província de Paktika está localizada na fronteira com o Waziristão do Norte, uma área tribal no Paquistão, onde o Taliban e insurgentes aliados, como a rede Haqqani, têm redutos de onde lançam ataques contra o Afeganistão.

Paktika e as províncias vizinhas de Paktia e Zabul foram alvo de diversos ataques neste ano.

Apesar da presença de cerca de 130 mil soldados estrangeiros, a violência no Afeganistão permanece em seu pior nível desde que o Taliban foi derrubado por forças afegãs apoiadas pelos EUA, há dez anos, segundo as ONU.

(Reportagem de Mirwais Harooni, Jan Harvey, Elyas Wahdat e Christine Kearney)

Tudo o que sabemos sobre:
AFEGANISTAOTALIBANOTAN*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.