Jim Hollander/EFE
Jim Hollander/EFE

Piora estado de saúde do ex-primeiro-ministro israelense Ariel Sharon

De acordo com rádio local, problema de saúde de Sharon é 'extremamente crítico' devido a uma disfunção renal

Allyn Fisher-Ilan, Reuters

01 de janeiro de 2014 | 18h17

O estado de saúde do ex-primeiro-ministro israelense Ariel Sharon, que está em coma desde um derrame em 2006, piorou, passando para "extremamente crítico" depois que ele sofreu uma disfunção renal, disse a Rádio Israel nesta quarta-feira.

Autoridades presentes no hospital de Tel Aviv onde Sharon, de 85 anos, está internado, não atenderam seus telefones. Uma porta-voz do Ministério da Saúde se recusou a comentar a notícia.

O ex-general e líder de direita ficou conhecido por executar uma dramática reviravolta com a saída de Gaza, em 2005, e deixou a política israelense de cabeça para baixo quando saiu de seu partido e criou uma facção que governou Israel durante vários anos.

A rádio, repetindo notícias de outros veículos da mídia israelense, disse que o estado de saúde de Sharon piorou nos últimos dias e que a sua vida está correndo risco devido a uma insuficiência renal.

O site do jornal Haaretz, citando uma fonte não identificada, disse que Sharon pode morrer "em questão de dias" se o seu estado de saúde continuar piorando. O Canal 2 da TV israelense disse que os filhos de Sharon estão ao seu lado.

Tudo o que sabemos sobre:
ISRAELEXPRIMEIROMINISTRO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.