Polícia afegã mata comandante do Taliban; 30 insurgentes mortos

A polícia afegã matou 30 insurgentes, incluindo um comandante do Taliban, em uma operação na província de Uruzgan, ao sul do país, informou o Ministério do Interior nesta terça-feira.

REUTERS

31 de março de 2009 | 11h54

A violência no Afeganistão aumentou no ano passado para seu pior nível desde que as forças norte-americanas derrubaram o Taliban em 2001.

O comandante do Taliban Mullah Mohammad Yaqoub estava entre os mortos na operação de segunda-feira, e 17 militantes também foram feridos, disse o ministério em comunicado.

Não foi dito se a polícia sofreu qualquer baixa na operação e não foram divulgados mais detalhes.

O Taliban não foi encontrado imediatamente, e, devido à distância da província, a Reuters não pôde verificar independentemente o comunicado do governo.

Os militantes do Taliban têm grande ação no sul e leste do Afeganistão, apesar de desde o ano passado terem aumentado a extensão de seus ataques também na capital.

A crescente violência levou alguns políticos do Ocidente a prevenir que o Afeganistão poderia voltar a viver uma anarquia, apesar dos mais de 70 mil soldados estrangeiros que estão no país.

O novo governo dos Estados Unidos pretende enviar mais 17 mil soldados e 4 mil instrutores para as forças afegãs neste ano, antes das eleições em agosto.

(Reportagem de Sayed Salahuddin)

Tudo o que sabemos sobre:
AFEGANISTAOPOLICIAMATAINSURGENTES*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.