Polícia confirma ataque contra embaixada do Irã em Bagdá

Cinco pessoas ficaram feridas, quatro diplomatas iranianos e um funcionário iraquiano da legação

Efe,

16 de maio de 2008 | 06h51

Fontes policiais iraquianas confirmaram nesta sexta-feira, 16, à Agência Efe o ataque perpetrado na noite desta quinta-feira contra o pessoal da Embaixada iraniana em Bagdá, no qual ficaram feridas cinco pessoas, quatro diplomatas iranianos e um funcionário iraquiano da legação. Segundo as fontes, um grupo de homens armados atacou uma comitiva na qual estava o pessoal da Embaixada, em um bairro xiita do norte de Bagdá. A agência oficial de notícias iraniana Irna tinha informado anteriormente que pelo menos três diplomatas iranianos e um iraquiano ficaram feridos em um ataque contra a Embaixada do Irã em Bagdá, perpetrado por "agentes dos EUA". O ataque foi condenado pelo porta-voz do Ministério de Relações Exteriores iraniano, Mohammed Ali Hosseini. Um porta-voz da Embaixada iraniana em Bagdá disse à Efe que o incidente aconteceu quando a comitiva se dirigia ao norte da capital para visitar o mausoléu de Moussa al-Kazem, um dos doze imames xiitas. Além disso, informou que dois dos feridos se encontram em estado grave.

Tudo o que sabemos sobre:
IraqueBagdáataque

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.