Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Polícia do Iraque encontra 7 corpos com marcas de tortura

Autoridades iraquianas e americanas fazem cordão de isolamento em vários bairros de Bagdá após conflitos

Efe,

20 de março de 2008 | 17h25

A Polícia do Iraque informou nesta quinta-feira, 20, ter encontrado em várias partes do país sete corpos com marcas de tiros e sinais de tortura. Os agentes asseguraram que cinco das vítimas tinham sido encontradas na capital iraquiana, enquanto outra foi achada em Mossul, 400 quilômetros ao norte de Bagdá. Veja também:Aviões militares turcos bombardeiam curdos no norte do IraqueGuerra do Iraque faz 5 anosOcupação do Iraque   O corpo encontrado em Mossul era de um agente policial que tinha sido seqüestrado horas antes na cidade. Na região oeste da cidade, uma patrulha encontrou ainda o corpo de outra pessoa não identificada e que estava decapitada. Por outra parte, as forças de segurança iraquianas e americanas estabeleceram um cordão de isolamento em vários bairros de Bagdá depois de na noite de quarta-feira, 19, combatentes das milícias do líder radical xiita Muqtada al-Sadr e agentes da Polícia terem entrado em combate. Os confrontos ocorreram principalmente na região sudoeste da capital. As forças americanas e iraquianas contaram com o apoio de aviões e artilharia.  Ainda nesta quinta-feira, aviões militares da Turquia bombardearam esconderijos suspeitos de rebeldes curdos no norte do Iraque nesta quinta-feira, 20, segundo uma emissora de televisão local.  A ação ocorreu, juntamente com uma série de prisões de curdos no território turco, um dia antes do ano novo, o Newroz. A data é tradicionalmente usada pelos ativistas curdos para apoiar o ressentimento contra o governo turco e pedir autonomia política e cultural.

Tudo o que sabemos sobre:
IraqueBagdáTurquia

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.