Polícia palestina fecha emissora de rádio na Cisjordânia

A polícia palestina fechou uma emissora de rádio na Cisjordânia depois que Israel acusou as transmissões de interferirem no Exército israelense e nas comunicações aéreas, disse uma fonte da área de segurança nesta sexta-feira.

REUTERS

27 de novembro de 2009 | 19h21

Majdi al-Arabid, proprietário da emissora al-Hariya, disse que foi preso pelas forças palestinas, que o mantiveram em custódia por um dia quando ele se recusou a fechar a emissora. Ele foi libertado sob fiança nesta sexta-feira.

A emissora é pró-Fatah, o movimento secular palestino liderado pelo presidente Mahmoud Abbas. Antes baseada na Faixa de Gaza, a al-Arabid se mudou para a Cisjordânia quando membros do Hamas tomaram Gaza em 2007.

Nos últimos meses, a polícia palestina aumentou sua presença na Cisjordânia, território capturado por Israel na guerra de 1967.

Israel insiste que o controle palestino seja reforçado como condição para retomar as negociações de paz paralisadas desde dezembro passado. Os palestinos exigem que Israel congele os assentamentos.

(Reportagem de Mohammed Assadi)

Tudo o que sabemos sobre:
ORMEDPALESTINOSPOLICIA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.