Político do Fatah é capturado por militantes em Gaza

Crítico do Hamas e próximo a Abbas, Omar al-Ghoul é assessor de atual presidente da Autoridade Palestina

Reuters e Efe,

14 de dezembro de 2007 | 07h26

Um importante assessor do governo do presidente palestino, Mahmoud Abbas, foi capturado nesta sexta-feira, 14, na Faixa de Gaza, controlada pelo Hamas, informou a facção Fatah, ligada a Abbas. Segundo o Fatah, Omar al-Ghoul, assessor do primeiro-ministro Salam Fayyad, foi levado de sua casa em Gaza um dia depois de chegar ao território, vindo da Cisjordânia.   O Hamas nega envolvimento no incidente e disse que investiga o desaparecimento da autoridade. Nenhum grupo assumiu responsabilidade.  Nos últimos três meses, Ghoul estava na cidade da Ramallah, na Cisjordânia, onde o governo do Fatah é sediado. O assessor é um colunista conhecido de jornais locais e crítico frequente do Hamas.   Este é o primeiro seqüestro de um político do Fatah em Gaza desde que o movimento islâmico Hamas tomou o controle da faixa, em junho.   Porta-vozes do Hamas têm esboçado iniciativas para retomar o diálogo de conciliação nacional com o Fatah. O objetivo é "sanar as diferenças e unir o povo palestino", segundo o primeiro-ministro deposto, Ismail Haniyeh.

Tudo o que sabemos sobre:
FatahHamasGazaOmar al-Ghoul

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.