Porta-voz de chanceler sírio deserta, diz fonte diplomática

O porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da Síria Jihad Makdissi desertou do governo do presidente Bashar al-Assad, e deixou o país, disse uma fonte diplomática regional nesta segunda-feira.

Reuters

03 de dezembro de 2012 | 15h50

"Ele desertou. Tudo o que posso dizer é que ele está fora da Síria", afirmou a fonte, que não quis ser identificada, à Reuters.

Makdissi, que pertence à minoria cristã da Síria, defendeu firmemente a repressão de Assad aos protestos de 20 meses contra cinco décadas de governo autocrático de Assad e seu falecido pai.

Ex-diplomata, Makdissi é fluente em Inglês, uma raridade no aparato estatal moldado pela ideologia xenófoba do Partido Baath.

Mas ele teve pouca influência em um sistema sustentado pelo instrumento de segurança, em que o Ministério das Relações Exteriores não tem autoridade.

(Reportagem de Khaled Yacoub Oweis)

Mais conteúdo sobre:
SIRIAPORTAVOZDESERTA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.