Potências se reúnem na sede da UE para discutir punições ao Irã

Chefe da AIEA espera que acordo com Teerã sobre programa nuclear pode sair antes do final do ano

AP e Reuters,

20 Novembro 2009 | 09h08

Representantes das cinco potências com poder de veto no Conselho de Segurança da ONU (EUA, Rússia, China, Reino Unido e França) e a Alemanha estão reunidos em Bruxelas, sede da União Europeia, para discutir possíveis medidas contra o Irã pela negativa do país em interromper seu programa nuclear.

Veja também:

especialEspecial: O histórico de tensões do Irã

especialEspecial: O programa nuclear do Irã

especialEspecial: As armas e ambições das potências

O presidente americano, Barack Obama, disse na quinta-feira que o grupo deveria adotar uma série de medidas punitivas na próxima semana.

Na quarta-feira, o governo iraniano descartou a oferta feita pela Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA) de enriquecer o urânio fora do país como forma de evitar a contrução de armas nucleareares.

O chefe da agência, Mohammed el-Baradei, disse nesta sexta-feira, 20, que espera um acordo sobre o programa nuclear iraniano até o fim do ano.

"É uma oportunidade única de movermos de sanções e confrontações para um processo de construção de confiança", disse o diplomata egípcio.

"Acredito honestamente que a bola está com os iranianos. Espero que eles não percam a oportunidade".

Mais conteúdo sobre:
Irã programa nuclear ue

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.