Premiê de Israel condena discurso de Abbas como 'hostil e venenoso'

O primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, condenou a forte crítica a Israel feita pelo presidente palestino, Mahmoud Abbas, em seu discurso na ONU como "hostil e venenoso" e cheio de "propaganda falsa".

Reuters

29 de novembro de 2012 | 20h01

"Essas não são as palavras de um homem que quer paz", disse Netanyahu em comunicado divulgado por seu gabinete depois que Abbas falou na Assembleia Geral, antes de uma esperada votação para o reconhecimento implícito do Estado palestino, apesar da falta de um acordo de paz com Israel.

(Reportagem de Allyn Fisher-Ilan)

Tudo o que sabemos sobre:
ISRAELPREMIECRITICA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.