Premiê israelense encontra rei Abdullah na Jordânia

Netanyahu visita o país vizinho dias antes de se reunir com Obama nos EUA, para discutir a paz no Oriente Médio

Reuters e Efe,

14 de maio de 2009 | 08h05

O primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, viajou à vizinha Jordânia nesta quinta-feira, 14, para conversar com o rei Abdullah, disse uma autoridade israelense. A visita de Netanyahu faz parte de uma intensa campanha diplomática internacional para tentar dar um novo empurrão ao processo de paz no Oriente Médio.

Os dois líderes encontraram-se em Aqaba, às margens do mar Vermelho. Netanyahu encontrou-se na segunda-feira com o presidente do Egito, Hosni Mubarak, em Sharm el-Sheik, também no mar vermelho, antecipando um encontro tido como crucial em Washington com o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, no dia 18 de maio.

Netanyahu tentou reafirmar ao Egito seu comprometimento com as conversas e paz antes da visita a Washington. Obama deixou claro que avançar rumo à criação do Estado palestino seria uma prioridade para seu governo, mas ainda precisa dizer como pretende fazer isso.

 

A Jordânia e o Egito são os únicos países do Oriente Médio a assinar a paz com Israel e são considerados como dois dos principais aliados dos Estados Unidos na região. Como Washington, os dois países apoiam a chamada solução de dois Estados - um palestino convivendo ao lado de Israel. Netanyahu, até o momento, tem evitado endossar essa meta.

Tudo o que sabemos sobre:
JordâniaIsrael

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.