Presidente do Afeganistão refuta críticas dos EUA

O presidente afegão, Hamid Karzai, refutou as crescentes críticas norte-americanas neste domingo, afirmando que espera "melhor julgamento" da administração Obama. Na última exibição de tensão entre os aliados na guerra de sete anos contra militantes islâmicos, Karzai disse à CNN que a descrição do presidente Barack Obama do governo de Kabul como "muito distante" de seu povo refletia a imaturidade do novo governo. "Talvez seja porque a administração ainda não tenha se reunido", disse ele ao programa "Fareed Zakaria GPS" da CNN. "Espero que conforme eles se ajustem e aprendam mais, vejamos um melhor julgamento." A política norte-americana no Afeganistão está sob revisão à medida em que Obama considera quase dobrar o número de soldados dos Estados Unidos no país para cerca de 60 mil. Ao mesmo tempo, as críticas norte-americanas a Karzai têm crescido conforme os insurgentes do Talibã firmemente ganham terreno depois dos mais de sete anos em que as tropas lideradas pelos Estados Unidos destituíram o governo islamita afegão. Apesar dos comentários de Obama, Karzai disse admirar o líder norte-americano. "Eu posso certamente me relacionar com ele de forma muito, muito positiva", acrescentou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.