Presidente do Egito vê possível acordo mais amplo para Gaza

O presidente egípcio, Hosni Mubarak, disse nesta segunda-feira que um acordo mais amplo pode ser acertado na próxima semana para a Faixa de Gaza, onde vigora um frágil cessa-fogo desde o fim da ofensiva israelense no dia 18 de janeiro. "Nós discutimos a data ... talvez a partir da próxima semana", disse Mubarak, referindo-se a tentativas de alcançar um acordo "consolidado" para a Faixa de Gaza. Segundo diplomatas, o Egito tem trabalhado numa proposta que prevê a ampliação da trégua entre Israel e Hamas, uma troca de prisioneiros e a redução do bloqueio a Gaza. Sob o plano, Israel suspenderia os ataques em Gaza, e o Hamas deve parar o lançamento de foguetes contra Israel através da fronteira por mais de 18 meses. Esse acordo substituiria a trégua de 18 de janeiro que colocou fim à ofensiva israelense de 22 dias, que matou mais de 1.300 palestinos. O cessar-fogo atual já sofreu várias violações. Mubarak, que falou depois de uma reunião em Paris com o presidente Nicolas Sarkozy, disse que pediu ao presidente francês para co-presidir a conferência de doadores para a reconstrução de Gaza, que será realizada dia 2 de março no Cairo. (Reportagem de Emmanuel Jarry)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.