Presidente do Irã visitará o aliado Sudão por dois dias

O presidente do Irã, Mahmoud Ahmadinejad, deve chegar ao Sudão na noite de domingo para conversas que devem se concentrar no fortalecimento dos laços políticos e econômicos entre os dois aliados, disseram autoridades sudanesas.

REUTERS

25 Setembro 2011 | 12h07

O Irã, assim como a China, é um dos maiores defensores do presidente sudanês Omar Hassan al-Bashir, que enfrenta acusações do Tribunal Penal Internacional por conta de alegações de crimes de guerra no conflito de longa duração de Darfur.

Afastado do Ocidente, o Sudão, que está enfrenta uma crise econômica depois de perder muito da sua riqueza petrolífera para a recém-independente Sudão do Sul, tem interesse em expandir os laços comerciais com o Irã. Muitas empresas ocidentais evitam o Sudão por conta do embargo comercial dos Estados Unidos.

O Sudão e o Irã também têm fortes laços militares depois da assinatura de um acordo de cooperação em 2008.

Durante a visita de dois dias Ahmadinejad visitará Bashir na segunda-feira e fará um discurso na capital Khartoum. disseram autoridades do ministro das relações exteriores.

Bashir tem apoiado o programa nuclear iraniano, que Washington afirma que é feito para a construção de armas nucleares, o que Teerã nega.

(Reportagem de Ulf Laessing e Khalid Abdelaziz)

Mais conteúdo sobre:
ORMEDSUDAOIRA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.