Presidente sírio diz que país está em 'real estado de guerra'

O presidente sírio, Bashar al-Assad, disse nesta terça-feira que seu país estava em real estado de guerra e não deu sinais de flexibilidade ao ordenar que seu novo governo direcione todas as políticas para vencer os confrontos contra manifestantes pró-democracia.

REUTERS

26 de junho de 2012 | 16h40

"Vivemos em um real estado de guerra de todos os ângulos", disse Assad ao novo gabinete formado por ele nesta terça-feira. "Quando estamos em uma guerra, todas as políticas e todos os lados e todos os setores precisam ser direcionados para vencer essa guerra."

Assad esnobou países que têm pedido a sua renúncia, dizendo que o Ocidente "toma e nunca dá e isso tem sido provado a cada estágio."

(Reportagem de Oliver Holmes)

Mais conteúdo sobre:
SIRIAASSADFALA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.