Presidente sírio minimiza visão de Israel sobre relação com Irã

O presidente da Síria, Bashar Al Assad,minimizou na terça-feira a exigência de Israel no processo depaz para que Damasco abandone sua aliança com o Irã. Assad disse a parlamentares britânicos que o seu paíspretende manter "relações normais" com Teerã enquanto realizanegociações indiretas com Israel para recuperar as colinas doGolã, disse à Reuters uma fonte familiarizada com a reunião. Autoridades israelenses dizem repetidamente que o acordo depaz com a Síria depende de Damasco se afastar do Irã e romperrelações com os grupos Hamas (palestino) e Hezbollah (libanês),ambos apoiados por Teerã. "O presidente [Assad] disse que a Síria tem relaçõesnormais com o Irã. Ele deixou claro que qualquer sugestão derompê-las não seria uma solicitação razoável", disse a fonte. "Ele afirmou que, se Israel pudesse questionar as relaçõesda Síria com o Irã, então a Síria poderia questionar asrelações de Israel com outros países, particularmente osEstados Unidos", acrescentou essa fonte. A delegação parlamentar foi à Síria avaliar de perto asituação do Oriente Médio. Síria e Israel confirmaram na semana passada que retomaram,com intermediação da Turquia, as negociações rompidas em 2000.Israel ocupa as colinas do Golã, um planalto fértil eestratégico, desde 1967.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.