Presidentes de Irã e Síria se reúnem após encontro Assad-EUA

O presidente iraniano, Mahmoud Ahmadinejad, e o da Síria, Bashar al-Assad, reuniram-se neste sábado em Damasco, dois dias depois de Assad ter conversado com um enviado norte-americano sobre as perspectivas de novas negociações de paz com Israel.

KHALED YACOUB OWEIS, REUTERS

18 de setembro de 2010 | 12h28

O encontro sugere que o Irã quer ficar de olho nas relações da Síria com os Estados Unidos, enquanto Washington pressiona a secular hierarquia do poder em Damasco a se distanciar da República Islâmica.

Os EUA iniciaram uma reaproximação com a Síria pouco depois de o presidente norte-americano, Barack Obama, assumir o cargo, no ano passado. O enviado norte-americano ao Oriente Médio, George Mitchell, reuniu-se com Assad na capital síria na quinta-feira.

Mitchell afirmou que assegurou a Assad que o foco dos EUA em conseguir o acordo de paz entre palestinos e Israel não distrairia Washington de buscar também um pacto sírio-israelense.

Um comunicado oficial da Síria afirmou que Ahmadinejad e Assad conversaram sobre "uma série de assuntos bilaterais e internacionais" e a necessidade de resolução da crise governamental no vizinho Iraque.

Assad se reuniu na quarta-feira com um enviado do primeiro-ministro iraquiano, Nuri al-Maliki, sinalizando que pode ter havido uma queda na insatisfação síria com Maliki, que tem ligações com o Irã e está lutando para permanecer no poder após inconclusivas eleições em março.

Tudo o que sabemos sobre:
ORMEDENCONTRO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.