Presos soldados britânicos após suposto abuso de crianças afegãs

Dois soldados britânicos foram detidos por "comportamento inadequado" no Afeganistão, informou o Ministério da Defesa britânico nesta quarta-feira depois de uma reportagem sobre abuso infantil.

REUTERS

18 de janeiro de 2012 | 17h06

Citando fontes da defesa, o jornal britânico Sun informou que os dois abusaram de duas crianças afegãs de "aproximadamente 10 anos" e fizeram imagens de vídeo do ato.

O presidente afegão, Hamid Karzai, disse em comunicado que o governo em Cabul estava "profundamente perturbado" pelas denúncias de abuso e afirmou que o comportamento alegado era "imoral".

O suposto acidente acontece apenas uma semana depois que um vídeo foi divulgado com imagens de fuzileiros navais norte-americanos urinando sobre corpos de possíveis combatentes do Taliban, causando revolta em todo Afeganistão.

"O governo do Afeganistão está imensamente revoltado com o aumento dos recentes incidentes de natureza imoral entre os soldados estrangeiros que claramente minam a confiança do público e da cooperação do povo afegão com tropas estrangeiras", afirmou o gabinete de Karzai.

A Polícia Militar Real lançou uma investigação sobre as acusações contra os dois soldados, disse um porta-voz do ministério, mas se recusou a comentar a natureza das acusações.

Um porta-voz da coalizão liderada pela Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) no Afeganistão disse que estava ciente das acusações.

(Reportagem de Emma Graham-Harrison, em Cabul; e de Estelle Shirbon, em Londres)

Tudo o que sabemos sobre:
AFEGANISTAOSOLDADOABUSO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.