Primeira-dama do Iraque sobrevive a explosão em Bagdá

A primeira-dama não ficou ferida, mas quatro seguranças se machucaram

REUTERS

04 de maio de 2008 | 11h42

A mulher do presidente do Iraque, JalalTalabani, escapou por pouco da morte neste domingo, quando umabomba explodiu numa rua de Bagdá perto de seu comboio, informouo gabinete presidencial. A primeira-dama não ficou ferida, mas quatro seguranças semachucaram, disse o gabinete em comunicado. "Um dos veículos do comboio da sra. Hero Ibrahim atingiu umexplosivo improvisado na rua nesta manhã", disse a nota. "Elase encaminhava para o Teatro Nacional para participar de umfestival cultural." A polícia informou que dois soldados iraquianos e doiscivis ficaram feridos no ataque, que teria como alvo um comboiomilitar. Atacar com bombas em ruas é uma das táticas favoritas devárias milícias e grupos insurgentes em Bagdá e em outraspartes do Iraque. O Iraque tem vivido um recrudescimento da violência noúltimo mês, especialmente em confrontos entre forçasnorte-americanas e do governo contra milícias xiitas em Bagdá eno sul do país. A Al-Qaeda também tem realizado ataques suicidas no norte. (Reportagem de Waleed Ibrahim)

Tudo o que sabemos sobre:
IRAQUEPRIMEIRADAMA

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.