Primeiro-ministro do Iraque diz que vitória é certa em Falluja

O primeiro-ministro do Iraque, Nuri al-Maliki, prometeu erradicar a Al Qaeda e disse estar certo da vitória, enquanto o Exército do país se prepara para uma grande ofensiva contra militantes sunitas na cidade de Falluja.

Reuters

08 de janeiro de 2014 | 12h26

Em um discurso transmitido pela televisão nesta quarta-feira, Maliki também agradeceu o apoio da comunidade internacional na luta contra a Al Qaeda e convocou os membros do grupo e simpatizantes a se renderem, prometendo clemência.

Os Estados Unidos disseram nesta semana que forneceriam equipamentos militares ao Iraque, incluindo drones e mísseis, mas descartou o envio de tropas, dois anos após Washington ter encerrado quase uma década de ocupação.

"O apoio... está nos dando a confiança de que estamos nos movendo no caminho certo e que o resultado será claro e decisivo: a erradicação desta organização corrompida", disse Maliki.

Combatentes da Al Qaeda filiados ao Estado Islâmico do Iraque e do Levante (EIIL), também ativo na fronteira com a Síria, invadiram postos policiais em Falluja e outra cidade na província de Anbar, no oeste do Iraque.

O Exército mobilizou mais tanques e artilharia nos arredores de Falluja na terça-feira, enquanto líderes locais tentavam persuadir militantes a sair, a fim de evitar uma ofensiva iminente que remete às ações dos EUA na mesma cidade em 2004.

(Reportagem de Ahmed Rasheed)

Tudo o que sabemos sobre:
IRAQUEVITORIAMILITANTES*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.