Prisioneiros da Al Qaeda tentam fugir de prisão por túnel

Um grupo de prisioneiros da Al Qaeda foi flagrado tentando cavar um túnel para sair da prisão de Abu Ghraib, no Iraque, disse uma autoridade neste domingo, depois de os militantes terem afirmado que intensificariam sua batalha contra o governo.

Reuters

05 de agosto de 2012 | 16h36

O governo iraquiano, liderado pelos xiitas, está preocupado que os militantes sunitas sejam motivados pela insurgência na vizinha Síria, onde rebeldes majoritariamente sunitas estão lutando contra o presidente Bashar al-Assad.

Fugas de prisões são comuns no Iraque, e as seguranças das detenções foram elevadas nesta semana, depois de cinco militantes terem atacado na terça-feira uma central da polícia antiterrorismo, em uma tentativa de libertar prisioneiros da Al Qaeda. Todos os cinco foram mortos após uma longa troca de tiros.

Um porta-voz do Ministério da Justiça, Haider al-Saadi, afirmou em comunicado que "perigosos prisioneiros" em Abu Ghraib cavaram três metros para baixo e fizeram um túnel de 20 metros de comprimento usando uma frigideira e partes de um ventilador de teto, mas foram descobertos.

Eles tinham elaborados aparelhos para respiração feitos por latas de bebida ligadas umas às outras.

Outra autoridade do ministério disse à Reuters que os homens eram membros da Al Qaeda.

A prisão de segurança máxima, conhecida pos abusos contra prisioneiros tanto durante o regime de Saddam Hussein quanto na ocupação norte-americana, abriga milhares de militantes condenados.

(Por Aseel Kami)

Tudo o que sabemos sobre:
IRAQUETUNELPRISAO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.