Proibidos de ir à mesquita, moradores de Gaza posam com réplica

Palestinos da Faixa de Gaza, proibidos por Israel de fazer a curta viagem até Jerusalém para visitar o Domo da Rocha, o terceiro local mais sagrado do islamismo, estão fazendo fila para tirar fotos com uma réplica da mesquita.

REUTERS

21 de dezembro de 2010 | 11h11

O modelo, feito de madeira, foi construído por ativistas do Hamas para marcar o 23o aniversário de fundação do grupo islâmico, que controla Gaza desde 2007.

A réplica foi levada para a principal praça de Gaza, onde várias pessoas -- muitas das quais que nunca visitaram a mesquita original -- posaram para fotos.

A mesquita do Domo da Rocha, de cúpula dourada, é um dos marcos de Jerusalém e foi construída em um local que também é considerado sagrado por judeus.

A universitária Rima al-Wadeya, de 20 anos, disse que nunca visitou Jerusalém, que fica a menos de duas horas de carro de Gaza. Outros disseram ter visitado a cidade há décadas, antes do início da violência, no fim da década de 1980.

"Chegar a Jerusalém é como um sonho impossível... então estamos tirando fotos, tentando brincar com nós mesmos", disse Wadeya, após ser fotografada.

Israel mantém um bloqueio à Faixa de Gaza, onde vivem 1,5 milhão de palestinos, e afirma que o grupo islâmico Hamas permite que militantes ataquem o Estado judeu de dentro do território palestino.

O Hamas, que defende a destruição de Israel, assumiu o controle do território em 2007.

(Por Nidal al-Mughrabi)

Tudo o que sabemos sobre:
ORMEDGAZADOMOREPLICA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.