Promotor é assassinado na porta de casa no noroeste do Irã

Vali Hajgholizadeh era reconhecido pelo combate à corrupção moral e a grupos revolucionários

AP,

19 de janeiro de 2010 | 09h09

Dois homens armados assassinaram nesta terça-feira, 19, um promotor de justiça iraniano em sua casa no noroeste do país, segundo informações da imprensa oficial. Vali Hajgholizadeh, considerado um promotor com excelente histórico no combate à corrupção, foi levado a um hospital na cidade de Khoy, mas não resistiu aos ferimentos e faleceu.

 

Veja também:

linkIrã promete vingar-se de Israel por assassinato de professor 

 

A cidade de Khoy está localizada próxima da fronteira com a Turquia em uma área onde frequentemente ocorrem confrontos entre as forças de segurança iranianas e grupos separatistas curdos.

 

VEJA TAMBÉM:
Especial: O programa nuclear do Irã
Cronologia: O histórico de tensões e conflitos do país

Segundo a imprensa local, o promotor de justiça assassinado recebeu ameaças de morte nos últimos dias. Hajgholizadeh possuía um "brilhante histórico no combate à apropriação ilegal de terras, corrupção moral e contra grupos revolucionários", informou representante do governo de Khoy.

 

Na semana passada, um estudante universitário foi morto em um ataque de bomba próximo de sua casa em Teerã. Nenhum grupo assumiu a autoria do atentado e nenhuma prisão foi feita. Oficiais iranianos acusam um grupo de oposição exilado pelo ataque que teria apoio dos Estados Unidos e Israel na ação. A Casa Branca e o grupo oposicionistas negarão envolvimento no incidente, enquanto que o governo israelense não se pronunciou.

Tudo o que sabemos sobre:
promotorassassinatoIra

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.