'Propagandista' da Al Qaeda no Magreb se rende, diz jornal

O responsável pela "propaganda"do grupo islâmico Al Qaeda no Magreb (região do norte daÁfrica) se rendeu, dizendo que lamentava suas ações --comoentregar vídeos e arquivos à Al Jazeera--, disse nasegunda-feira o jornal argelino Liberté. Citando fontes de segurança anônimas, o jornal afirmou queAbu Abderahmane havia usado a Internet para se comunicar com ocanal do Qatar, além de manter vídeos e CDs diretamente paraDoha ou para a sucursal do Marrocos. "Eu senti culpa, e lamento o que estava fazendo", teriadito Abu Abderahmane segundo fontes não identificadas em Argel. A Al Qaeda no Magreb originou-se em janeiro a partir doGrupo Salafista de Pregação e Combate, depois de receberautorização de Osama bin Laden para se rebatizar como afiliadada Al Qaeda. Desde então, os militantes lançaram uma onda de violentosataques contra alvos militares argelinos e contra interessesocidentais. Analistas dizem que o uso de homens-bomba, uma tecnologiamais letal para a produção de bombas, uso de atividadescriminais para a obtenção de dinheiro e uma sofisticada máquinade propaganda em estilo ocidental ajudam os rebeldes apermanecerem ativos. (Por Lamine Chikhi)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.