Quatro milicianos palestinos são feridos em ataque israelense

As forças leais a Abbas também praticaram nas últimas semanas detenções entre ativistas do Hamas

EFE,

16 de dezembro de 2007 | 07h05

Quatro milicianos das Brigadas de Ezedin al-Qassam, do movimento islamita Hamas, ficaram feridos neste domingo, 16, no ataque de um helicóptero Apache israelense na cidade de Gaza, informaram fontes dessa organização. Segundo essas fontes, o helicóptero disparou quando uma unidade de elite do Exército israelense tentava deter um chefe dessa milícia num bairro do leste da cidade. Na Cisjordânia, separada de Gaza pelo território israelense, o Exército israelense deteve em outra de suas freqüentes batidas noturnas 24 ativistas do Hamas, quinze deles na cidade de Nablus, informou à imprensa esse Movimento de Resistência Islâmica. Entre os detidos se encontram um advogado do Hamas, Ahmed al-Hajj, e seu representante na cidade de Nablus, Ahmed Doula. No comunicado, acrescenta que soldados também invadiram a residência nessa cidade do presidente da Câmara Legislativa palestina, Aziz al-Dweik, que está preso em Israel. Em novembro passado, o Estado judeu permitiu o desdobramento de 500 agentes palestinos de segurança, fiéis ao presidente Mahmoud Abbas, da Autoridade Nacional Palestina (ANP), em Nablus. As forças leais a Abbas, líder do movimento nacionalista Fatah, rival dos islamitas, também praticaram nas últimas semanas detenções entre ativistas do Hamas, que os acusa de ser "colaboracionistas" do Exército israelense.

Tudo o que sabemos sobre:
ATAQUEGAZA

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.