Quatro pessoas morrem em protestos da oposição em Beirute

Quatro membros da oposição foram mortosa tiros em Beirute, neste domingo, durante protestos contracortes de eletricidade. A violência começou depois que oExército tentou impedir o ato, organizado por ativistas daoposição pró-Síria. Depois da morte do primeiro ativista de oposição, osmanifestantes bloquearam ruas com pneus em chamas. Outras trêspessoas, duas delas ligadas ao grupo pró-Síria Hizbollah, forammortas em confronto com forças de segurança durante osprotestos, disseram fontes de segurança. O Hizbollah e o Amal são os dois principais grupos xiitasdo Líbano. Outras 13 pessoas ficaram feridas, no maior incidente deviolência em Beirute desde os confrontos do ano passado entremembros do governo de coalizão anti-Síria e seus opositores. "Não temos nenhuma ligação com isso. Convocamos as pessoasa não reagir, a deixar as ruas", disse o líder do Amal, AliHassan Khalil, à Reuters. O Amal é parte de uma aliança de oposição que disputa opoder no Líbano há mais de um ano com o governo do premiê FouadSiniora, apoiado pelo Ocidente. (Reportagem de Laila Bassam)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.