Queda de helicóptero da Otan no Afeganistão mata 38 soldados

Um helicóptero da Otan caiu na região central do Afeganistão na madrugada deste sábado, matando 31 soldados norte-americanos e 7 do afeganistão, informou o presidente afegão. Em termos do número de mortes, foi o pior incidente envolvendo tropas estrangeiras em dez anos de conflito.

MICHELLE NICHOLS, REUTERS

06 de agosto de 2011 | 10h44

Um breve comunicado do palácio presidencial afirmou que o helicóptero caiu na província de Maidan Wardak, a oeste da capital Kabul, e identificou os norte-americanos como soldados das forças especiais.

O presidente afegão, Hamid Karzai, "compartilha sua profunda tristeza e pesar" com o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, e os familiares das vítimas dos EUA e afegãs, segundo o comunicado.

O Taliban alegou ter derrubado o helicóptero para transporte de tropas Chinook durante um voo e ter matado 38 soldados. O grupo islâmico também disse em comunicado que oito insurgentes foram mortos na batalha.

A Força Internacional de Segurança (ISAF), liderada pela Otan, confirmou a queda do helicóptero, mas não informou a causa ou o número de mortos.

O incidente acontece duas semanas após o início do processo gradual de entrega das responsabilidades de segurança das forças estrangeiras para as tropas e polícia afegãs. Além disso, cresce a inquietação com uma guerra cada vez mais impopular e custosa.

Este processo deve resultar em todas as tropas estrangeiras deixando o Afeganistão até o final de 2014, mas alguns representantes do governo dos EUA questionam se a velocidade do plano é rápida o suficiente.

Tudo o que sabemos sobre:
AFEGANISTAOHELICOPTEROOTAN*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.