Dida Sampaio/Agência Estado
Dida Sampaio/Agência Estado

Rabino preso por torturar crianças será extraditado nesta terça

Elior Noam Hen foi condenado pela justiça israelense; STF não deu mais detalhes sobre extradição

Associated Press e Reuters,

27 de outubro de 2009 | 13h00

O Supremo Tribunal Federal informou que extraditará na noite desta terça-feira, 27, um rabino israelense acusado de abusar e torturar crianças.

 

O secretário nacional de Justiça, Romeu Tuma, informou que o voo que levará Elior Noam Hen, também conhecido como Eliyahu Abu Hazera, de volta para Israel sairá de São Paulo nesta terça, mas não deu mais informações por razões de segurança.

 

Hen é acusado de torturar oito crianças no ano passado. Segundo informações da embaixada israelense, ele batia nas crianças, queimava suas mãos e os submetia a abusos psicológicos. As acusações formais contra Hen são de violência e abuso contra menores e conspiração para atos criminais. As crianças sofreram "danos mentais e físicos intensos porque estariam supostamente possuídas", de acordo com o tribunal.

 

Umas das vítimas perdeu a consciência e está em estado vegetativo permanente, segundo documentos do Supremo. Detalhes de onde e quando os abusos ocorreram não foram divulgados.

 

A Polícia prendeu o israelense em junho de 2008 após 45 dias de buscas. Hen tentou anular a extradição, mas em maio a Justiça decidiu extraditá-lo. O STF rejeitou uma apelação contra a extradição em setembro.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.