Rebeldes atacam última fortaleza de Gaddafi em região da Líbia

Rebeldes cercaram a última fortaleza de Muammar Gaddafi na região líbia das Montanhas Ocidentais e esperam controlá-la em breve, disse um comandante insurgente neste sábado.

MICHAEL GEORGY, REUTERS

30 de julho de 2011 | 14h45

Tanques rebeldes abriram fogo contra Tiji, onde 500 soldados do governo estão situadas. As explosões podiam ser ouvidas de Hawamid, cidade 200 quilômetros ao sudoeste de Trípoli, que foi capturada na quinta-feira durante uma nova ofensiva contra o Exército.

"Nós temos Tiji cercada e esperamos tomá-la até o fim do dia", disse o comandante Nasir al Hamdi, ex-coronel da polícia de Gaddafi, à Reuters. Enquanto tiros estalavam à distancia, ele observava um campo de batalha destruído, com invólucros de mísseis de tanques e munições antiaéreas.

Apesar do poder de fogo inferior e da pouca experiência, os rebeldes capturaram nesta semana várias cidades e vilarejos onde forças do governo se escondiam, nas planícies abaixo das Montanhas Ocidentais.

Soldados capturados na ofensiva disseram à Reuters que o Exército perdera a vontade de combater, prevendo que Gaddafi -- que também enfrenta insurgentes no leste produtor de petróleo -- pode cair nos próximos meses, ou até nas próximas semanas.

Os combates cessaram no calor sufocante da tarde.

Tudo o que sabemos sobre:
LIBIAREBELBESATACAM*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.