Rebeldes dizem que tropas de Gaddafi invadiram Benghazi

Rebeldes afirmaram que forças leais a Muammar Gaddafi atacaram a cidade de Benghazi neste sábado e apelaram para que o Ocidente ofereça ajuda militar para deter o avanço das tropas do líder líbio em seu bastião oriental.

REUTERS

19 de março de 2011 | 08h48

Tanques, artilharia e aviões de guerra --sendo que um chegou a ser derrubado-- atacaram a cidade, segundo os rebeldes, um dia após o ministro de Relações Exteriores da Líbia ter anunciado um cessar-fogo, seguindo resolução da ONU autorizando intervenção militar do Ocidente.

O governo líbio negou que estivesse atacando Benghazi, afirmando que está respeitando o cessar-fogo e acusou os rebeldes de invadir vilarejos e cidades para chamar a atenção do Ocidente.

"Eles invadiram Benghazi pelo oeste. Onde estão as forças ocidentais?", afirmou Khalid al-Sayeh, um porta-voz dos militares rebeldes.

Uma testemunha da Reuters viu uma explosão perto do edifício do rebelde Conselho Nacional que estava protegido por blocos de concreto.

(Por Mohammed Abbas)

Tudo o que sabemos sobre:
LIBIABENGHAZIATAQUE*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.