Rebeldes líbios dizem ter cercado cidade petrolífera de Brega

Tropas de Kadafi ainda permanecem no local, mas em número reduzido, afirmam insurgentes

Reuters

19 de julho de 2011 | 15h11

TRÍPOLI - Rebeldes líbios cercaram o pólo petrolífero de Brega e controlam partes da cidade no leste do país, cuja captura marcaria um grande impulso na campanha dos insurgentes para derrubar Muamar Kadafi, disse nesta terça-feira, 19, um porta-voz insurgente.

 

Veja também:

especialLinha do Tempo: 40 anos da ditadura na Líbia

especialInfográfico: A revolta que abalou o Oriente Médio

especialEspecial: Os quatro atos da crise na Líbia 

Os opositores estavam entrincheirados no sul e no leste de Brega e controlavam o setor residencial leste, afirmou o porta-voz. A França afirmou que os rebeldes estavam no processo de tomar por completo a cidade, mas o governo líbio negou a informação.

 

"Membros do conselho revolucionário viram algumas forças de Kadafi ainda dentro de Brega, mas os números são muito, muito baixos em comparação com as últimas semanas", disse o porta-voz rebelde. Ele disse ter ouvido comunicações interceptadas de rádio entre as forças leais ao ditador em Brega, sugerindo que tinham pouca comida e armamentos e reclamando sobre seus comandantes.

 

 

No entanto, o porta-voz minimizou as chances de uma movimentação rápida para oeste, dizendo que Brega está repleta de minas que precisavam ser desativadas antes que a área pudesse ser tornada segura. "Há histórias não confirmadas de minas deixadas sob corpos - quando nosso pessoal avança, eles enterram os mortos - e também sob pilhas de dinheiro espalhadas", afirmou o porta-voz.

 

Ajuda externa

Helicópteros da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) atacaram comboios militares que tentavam abastecer as forças de Kadafi combatendo na cidade, também afirmaram os rebeldes. "Parece que os helicópteros estavam fazendo um reconhecimento nos últimos dois dias, mas esta manhã eles atingiram comboios de Gaddafi vindos do oeste e do sul", afirmou o porta-voz por telefone desde o reduto rebelde no leste, a cidade de Benghazi.

"As forças de resistência líbia estão no processo de controlar a totalidade da cidade (Brega), mas não estou em posição para confirmar exatamente o que está acontecendo no local", disse o porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da França, Bernard Valéro.

A televisão estatal líbia exibia imagens de Brega e do que disse ser entrevistas gravadas na terça-feira na cidade.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.