Rebeldes líbios montam força para proteger campos de petróleo

Os rebeldes líbios montaram uma força para proteger os campos de petróleo que passaram para seu controle durante os seis meses de combates contra o Exército de Muammar Gaddafi, disseram autoridades dos rebeldes na segunda-feira.

REUTERS

08 de agosto de 2011 | 13h45

A Líbia, que é membro da Opep, tem as maiores reservas de petróleo bruto da África e produzia 1,6 milhão de barris de petróleo por dia antes do início do levante contra o governo de 41 anos de Gaddafi, em fevereiro.

Desde então, as sanções internacionais interromperam as exportações de petróleo das áreas controladas por Gaddafi, enquanto os embarques partindo do leste do país, que está sob controle rebelde, foram paralisados depois que as forças pró-Gaddafi atacaram instalações de petróleo no deserto.

As autoridades militares rebeldes afirmaram que estão determinadas a evitar novas sabotagens, possivelmente abrindo o caminho para a retomada das exportações a partir dos terminais do leste.

"Há forças preparadas apenas para proteger os campos de petróleo", disse Ahmed Bani, porta-voz para assuntos de Defesa do Conselho Nacional de Transição, dos rebeldes, reconhecido como governo legítimo da Líbia por cerca de 30 países.

Tudo o que sabemos sobre:
LIBIAREBELDESPETROLEO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.