Rebeldes sírios podem atacar aeroporto de Damasco

Rebeldes sírios, que lutam para derrubar o presidente Bashar Assad, disseram nesta sexta-feira que o aeroporto internacional de Damasco é um "alto legítimo". A declaração é uma severa advertência ao regime e aos viajantes que pretendem usar o aeroporto.

AE, Agência Estado

07 de dezembro de 2012 | 11h33

A advertência foi feita no momento que os confrontos entre tropas de Assad e rebeldes se intensificam nas proximidades do aeroporto, que fica ao sul da capital. Os conflitos forçaram o fechamento da via que dá acesso ao aeroporto pela segunda vez nesta semana, além da suspensão de voos comerciais na semana passada.

Dois combatentes que atuam nos subúrbios ao sul da capital disseram, em condição de anonimato, que os rebeldes tentam cercar o aeroporto numa tentativa de interromper o fornecimento de suprimentos militares para o regime.

Ativistas sírios disseram que forças do regime disparavam foguetes e morteiros contra subúrbios nas proximidades da capital Damasco. Segundo as fontes, tropas apoiadas por tanques se dirigiam para Daraya e Moadamiyeh, importantes subúrbios a sudoeste da capital, a partir dos quais os rebeldes se aproximam da cidade.

O Observatório Sírio pelos Direitos Humanos, grupo sediado em Londres, disse que os militares estão concentrando tropas e devem tentar invadir os dois subúrbios.

As informações são da Associated Press.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.