Rei saudita autoriza mulheres a participar de eleição municipal

O rei Abdullah, da Arábia Saudita, disse neste domingo que as mulheres do reino conservador islâmico terão o direito de participar do conselho consultivo Shura como membros permanentes e poderão participar das futuras eleições municipais, atendendo a uma importante meta de ativistas liberais.

REUTERS

25 Setembro 2011 | 09h52

"Porque nós rejeitamos marginalizar mulheres na sociedade em todas as esferas da sociedade... nós decidimos, depois de deliberação com o nosso ulama (clérigo) sênior, envolver mulheres no conselho Shura como membros, com início no próximo mandato", disse o rei em discurso no próprio conselho.

"As mulheres estarão aptas a se candidatar na eleição municipal e terão direito a voto", adicionou.

Ativistas no país têm há muito tempo pedindo por mais direitos para as mulheres, que são impedidas de viajar, trabalhar ou receber atendimento médico sem a permissão de um parente do sexo masculino e são proibidas de dirigir.

(Por Asma Alsharif)

Mais conteúdo sobre:
ORMED ARABIA MULHERES*

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.