Reunião de doadores para Síria quer levantar mais de US$1,5 bi

A coordenadora humanitária das Nações Unidas, Valerie Amos, disse neste domingo que o órgão mundial espera que uma conferência de doadores humanitários para a Síria, organizada no Kuweit neste semana, arrecade mais do que os 1,5 bilhão de dólares do ano passado.

Reuters

12 de janeiro de 2014 | 15h44

Falando à Reuters durante uma visita à Síria antes da reunião na quarta-feira, Amos disse que as Nações Unidas esperam um total de 6,5 bilhões de dólares este ano para ajudar as vítimas do conflito que já dura três anos.

Amos, que se encontrou com autoridades governamentais e visitou sírios desalojados, disse que a situação está piorando.

"Os números estão subindo significativamente em termos de pessoas que precisam de ajuda aqui dentro da Síria, o número de pessoas deslocadas (pelo conflito)", ela disse à Reuters.

Amos disse que cerca de 2,5 milhões de pessoas estavam em áreas de difícil acesso para trabalhadores humanitários devido a combates e cercos por forças do governo ou rebeldes.

Os 1,5 bilhão de dólares prometidos através da ONU na conferência realizada no Kuweit no ano passado foram utilizados na Síria e nos países vizinhos para fornecer comida, remédios, água potável e abrigos.

(Por Marwan Makdesi)

Tudo o que sabemos sobre:
ORMEDSIRIADOACAO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.