Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Reunião entre OLP e Hamas termina sem acordo para diálogo

Grupo islâmico pediu tempo para consultar dirigentes na Faixa de Gaza e na Síria, diz ministro do Iemên

Efe,

22 de março de 2008 | 11h29

A Organização para a Libertação da Palestina (OLP) e o Hamas se reuniram novamente neste sábado, 22, em Sana, capital do Iemên, sem conseguir a assinatura de um acordo para o início das negociações entre a facção nacionalista Fatah e o grupo islâmico.  O ministro de Assuntos Exteriores iemenita, Abu Bakr al-Qerbi, disse em entrevista coletiva que as duas delegações alcançaram nesse sábado um princípio de acordo, mas que os representantes do movimento islâmico pediram tempo "para consultar seus dirigentes no interior (Faixa de Gaza) e no exterior (Síria)". Qerbi não descartou que a delegação do Hamas dê uma resposta ao longo deste sábado. Representantes da OLP, à qual pertence o Fatah, e do Hamas iniciaram esta semana uma rodada de conversas no Iêmen para discutir uma iniciativa apresentada pelo presidente iemenita, Ali Abdullah Saleh, que tenta reconciliar as posturas entre os dois grupos palestinos. Entre outros pontos, a proposta estipula a volta à situação anterior a junho de 2006, quando, após violentos confrontos, o Hamas tomou o controle da Faixa de Gaza em detrimento ao Fatah.Na época, o presidente da Autoridade Nacional Palestina (ANP) e líder do Fatah, Mahmoud Abbas, declarou ilegítimo o Governo dirigido por Ismael Haniyeh. O presidente iemenita apresentou em janeiro passado a iniciativa, que contém sete pontos, entre eles a realização de eleições antecipadas e o reinício das negociações entre as duas facções com base nos acordos do Cairo de 2005 e de Meca de 2007. Também contempla a reconstrução do aparelho de segurança palestino sobre uma base nacional, sem interferências das facções e sob o comando das autoridades superiores e de um Governo de união nacional.

Tudo o que sabemos sobre:
OLPHamas

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.