Rice faz visita surpresa ao Iraque para pressionar conciliação

A secretária de Estado norte-americana,Condoleezza Rice, reuniu-se na terça-feira com autoridades emBagdá, após o Parlamento do Iraque ter aprovado a primeira deuma série de leis destinadas a aproximar diferentes ladosiraquianos em conflito. Após chegar para uma visita não-anunciada, Rice encontrou oprimeiro-ministro xiita Nuri al-Maliki e depois o chancelerHoshiyar Zebari. Washington presssiona o fragmentado governo de Maliki poruma conciliação entre a maioria xiita e a minoria árabe sunita. O conflito sectário no país já matou milhares de iraquianosdesde a invasão liderada pelos EUA, em 2003, e ameaça levar oIraque a uma total guerra civil. Rice acompanhava o presidente George W. Bush em uma visitaao Oriente Médio antes de ser decidido que ela deveria ir aoIraque, afirmou o porta-voz da Casa Branca Gordon Johndroe.Bush seguiu para a Arábia Saudita. No sábado, o Parlamento iraquiano decidiu permitir quemilhares de membros do partido Baath, de Saddam Hussein,pudessem retomar cargos no governo. A medida é parte de umpacote legislativo que inclui compartilhamento dos lucros dopetróleo e visa a atrair os sunitas de volta ao processopolítico do país e para longe da sangrenta insurgência.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.