Rice faz visita surpresa ao Líbano para apoiar governo

Secretária de Estado dos EUA chega ao país para respaldar o presidente libanês após impasse político no país

Efe e Associated Press,

16 de junho de 2008 | 08h51

A secretária de Estado dos Estados Unidos, Condoleezza Rice, chegou ao Líbano nesta segunda-feira, 16, para realizar uma visita surpresa que ratifica a aprovação da administração americana nos planos do novo governo do Líbano e pela formação de um gabinete de união nacional. Imediatamente após sua chegada ao aeroporto internacional de Beirute, a comitiva de Rice foi para o palácio presidencial, informou a imprensa. A chefe da diplomacia americana visita o Líbano após o chefe do Exército libanês, Michel Suleiman, ter sido eleito presidente no dia 26 de maio em um gesto que acabou com mais de 18 meses de crise política, que levou a confrontos armados que deixaram 65 mortos e 200 feridos.  Ao encontrar o presidente, Rice parabenizou o Suleiman pela eleição e afirmou que os EUA apóiam inteiramente sua Presidência e seu governo. Durante o vôo para o Líbano, Rice afirmou aos repórteres que sua mensagem seria de suporta à democracia libanesa e discutiria como os EUA poderiam apoiar as instituições de um Líbano livre. O Hezbollah, que mantém um partido político e uma milícia, garantiram o poder de veto no governo libanês em um acordo que acabou com um impasse político que deixou o país sem presidente entre novembro e maio. Os EUA preferem que o grupo não tenha maiores poderes, mas afirmaram que o acordo é necessário para a estabilidade.

Tudo o que sabemos sobre:
EUALíbano

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.