Sanções pressionam inflação no Irã que fica acima de 30%

O índice de inflação do Irã subiu acima de 30 por cento com o impacto das sanções econômicas internacionais, de acordo com dados divulgados pelo Centro de Estatísticas do governo.

Reuters

01 de abril de 2013 | 07h44

O índice chegou a 31,5 por cento nos 12 meses até 20 de março, fim do ano no calendário iraniano, informou a agência de notícias semi-oficial Mehr, citando informações desta segunda-feira do Centro de Estatísticas.

A inflação ficou em 27,4 por cento no final de dezembro do ano passado, segundo dados oficiais divulgados anteriormente. O índice foi de 26,4 por cento em março de 2012.

O índice da inflação no país começou ter alta acentuada no fim de 2010, quando o governo cortou os subsídios de alimentos e combustível, e desde então as sanções, impostas devido ao polêmico programa nuclear do Irã, têm forçado a uma queda a moeda do país, aumentando a pressão sobre os preços.

Analistas dizem que, incluindo os preços dos bens importados, a taxa de inflação real do Irã pode ser cerca de duas vezes maior que o número oficial.

(Reportagem de Yeganeh Torbati)

Tudo o que sabemos sobre:
IRAINFLACAO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.