Sarkozy irá intervir pela libertação de Gilad Shalit, diz rádio

Líder francês discutirá o assunto com presidente sírio; soldado israelense foi capturado pelo Hamas há dois anos

Ansa,

07 de julho de 2008 | 14h34

O presidente francês, Nicolas Sarkozy, pretende discutir com o presidente sírio, Bashar Assad, a libertação do soldado israelense Gilad Shalit, que há dois anos foi capturado pelo grupo palestino Hamas na Faixa de Gaza, segundo a rádio militar israelense.   Veja também: Hamas suspende negociação para trocas de prisioneiros com Israel   A França não mantém contato com o Hamas, acrescenta a emissora, segundo a qual, Sarkozy acha que Assad tem influência suficiente sobre o líder político do Hamas, Khaled Meshaal, que há anos vive em Damasco.   Gilad Shalit foi capturado no dia 25 de junho de 2006 por três grupos armados palestinos, um deles o braço armado do Hamas, que reclama a liberdade de 450 prisioneiros em troca da do soldado.   Quando assumiu o poder, há um ano, a libertação da ex-refém das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) Ingrid Betancourt era uma das prioridades do governo do presidente francês.

Tudo o que sabemos sobre:
Nicolas SarkozyGilad Shalit

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.