Série de explosões matam mais de 30 pessoas no Iraque

Atentados com carros-bomba ferem pelo menos 69 pessoas; Al-Qaeda prometeu ofensiva no mês do Ramadã

Reuters e Associated Press,

09 de outubro de 2007 | 02h47

Uma série de atentados no Iraque matou pelo menos 28 pessoas nesta terça-feira, 9. No ataque mais violento, dois suicidas com carros-bomba mataram ao menos 18 pessoas no norte do país e feriu outras 22. Eles tinham por alvo um chefe policial e um líder tribal árabe sunita que trabalha com as forças dos Estados Unidos contra a Al-Qaeda.       Veja também:  Agentes de segurança privada matam duas mulheres no Iraque   Em outro incidente, a explosão de três veículos matou outras 15 pessoas na capital iraquiana. No primeiro ataque, o veículo foi estacionado na área comercial do distrito de Khulani, em Bagdá, matando oito pessoas. Entre os 25 feridos estão quatro policiais.   Na região de predominância xiita de Shaab, outro veículo matou duas pessoas e feriu outras 16. No início da tarde, um terceira explosão matou cinco pessoas e feriu outras quatro.   A polícia não descarta que o número de vítimas mortais possa aumentar, devido ao alto número de feridos graves e à magnitude das explosões.   A Al-Qaeda no Iraque prometeu atacar autoridades do governo e líderes tribais que uniram-se aos militares norte-americanos para combater o grupo.

Tudo o que sabemos sobre:
Iraquecarro-bombaatentado

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.