Sete iraquianos são mortos em ataque aéreo turco, diz prefeito

Sete iraquianos foram mortos em um ataque aéreo turco no norte do Curdistão, região semi-autônoma do Iraque, neste domingo, disseram o prefeito local e testemunhas. Foram as primeiras baixas civis relatadas durante a campanha de bombardeios de Ancara contra rebeldes curdos.

SHAMAL AQRAWI, REUTERS

21 de agosto de 2011 | 15h01

Políticos curdos condenaram as incursões, lançadas por Ancara a partir de quarta-feira contra rebeldes do Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK) após ataques crescentes no sudeste da Turquia, dizendo que ataques através da fronteira são contrários às normas internacionais.

A Turquia não confirmou a ofensiva de domingo, que teria sido a primeira à luz do dia.

Hassan Abdulla, prefeito da cidade de Qalat Dizah, localizada a nordeste da cidade de Sulaimaniya, disse à Reuters que o ataque aéreo atingiu um carro que levava civis.

"Hoje foi um foguete de um avião turco que acertou um veículo civil, uma picape, levando sete civis. Os sete foram mortos", declarou Abdulla.

"O foguete danificou seriamente o carro. Não conseguimos reconhecer os corpos, suas idades, suas identidades, nem sequer seu sexo."

Uma testemunha da Reuters disse ter visto seis aviões de guerra turcos decolarem de uma base no sudeste da Turquia na manhã de domingo, mas não estava claro para onde rumavam.

Os ataques aéreos turcos são os primeiros contra os rebeldes nas montanhas do nordeste iraquiano em mais de um ano e marcam uma escalada súbita no conflito de 27 anos após o colapso dos esforços para negociar um assentamento.

(Reportagem adicional de Muhanad Mohammed em Bagdá)

Tudo o que sabemos sobre:
IRAQUEATAQUETURQUIA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.