Sete palestinos morrem em nova ofensiva israelense em Gaza

Menino de 12 anos está entre as vítimas do ataque; premiê promete manter ações contra islâmicos do Hamas

Agência Estado e Associated Press,

11 de abril de 2008 | 11h57

Forças israelenses lançaram ataques aéreos e ações terrestres contra a Faixa de Gaza nesta sexta-feira, 11, e pelo menos sete palestinos morreram, inclusive um menino de 12 anos, durante os choques com homens armados. As ações militares promovidas por Israel elevam para 13 o número de palestinos mortos em retaliação ao ataque rebelde que matou dois israelenses em um centro de distribuição de combustível na fronteira entre Gaza e o Estado judeu na quarta-feira.   O primeiro-ministro de Israel, Ehud Olmert, prometeu manter ataques contra o grupo islâmico Hamas para que este "não possa continuar atacando civis israelenses como tem feito". Não havia, no entanto, sinais de uma ofensiva israelense mais abrangente contra Gaza. Uma ampla operação militar contra o território encerrada no início de março provocou a morte de mais de 120 pessoas, civis palestinos em sua maioria.   Nas primeiras horas desta sexta, um ataque aéreo contra o sul de Gaza matou dois militantes do Hamas, informou o grupo islâmico. O Exército israelense afirmou ter atacado homens armados perto da fronteira. Mais tarde, soldados israelenses invadiram a região central do território e entraram em choque com rebeldes. Um menino de 12 anos levou um tiro fatal no estômago e seis palestinos ficaram feridos, disseram médicos.   Na mesma região, soldados abriram fogo contra militantes próximos de uma granja na região central de Gaza. Quatro pessoas morreram e várias ficaram feridas, inclusive diversas crianças, disseram médicos e testemunhas. Até o momento, porém, não há números mais claros disponíveis.

Tudo o que sabemos sobre:
palestinosHamasIsrael

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.